Época Negócios – Além de ser um gesto gentil, o agradecimento também pode encorajar novas doações

Segundo o Relatório de Tendências Globais de Doações, 63% das organizações não-governamentais no mundo enviam e-mails para pedir doações para a sua causa. Mas você sabia que apenas 15% enviam uma comunicação para agradecer essas doações?

Além de ser um gesto gentil, o agradecimento também pode encorajar novas doações. A pesquisadora Penelope Burk constatou, na pesquisa do livro Donor Centered Fundraising, que 85% dos doadores que ela entrevistou doariam de novo se recebessem um agradecimento pessoal.

Para falar da importância do agradecimento e do relacionamento com o doador, o podcast Aqui se Faz, Aqui se Doa, produzido pelo Instituto MOL, conversou com o João Paulo Vergueiro, diretor executivo da ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos). Ele compartilhou também alguns resultados do último Dia de Doar, campanha mundial de incentivo a doações que é organizada no Brasil pela ABCR.

O episódio destaca também a importância de ferramentas de CRM (gestão de relacionamento com o cliente), expertise da startup brasileira Trackmob, que desenvolve tecnologia exclusivamente para o terceiro setor.

“É uma questão de profissionalismo para gerar não só engajamento, mas confiança no doador. Confiança de que o trabalho é sério, de que a organização é séria, de que os dados dele estão bem cuidados, isso é muito importante para quem doa”, disse Jonas Araujo, CEO da empresa.

* Roberta Faria e Rodrigo Pipponzi são empreendedores sociais e fundadores da MOL, a maior editora de impacto social do mundo, que já doou mais de R$ 35 milhões para 80 ONGs de todo o Brasil. Eles integram o Movimento por uma Cultura de Doação desde 2017.